Proposta de redação: ódio e polarização na política, como combater esse mal?

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma-padrão da língua portuguesa sobre o tema: ódio e polarização na política, como combater esse mal?. Apresente proposta de ação social que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

 

 

Texto 1

 

 

Você já entrou em uma discussão política com alguém de posição oposta à sua? Eu já! O então “adversário”, que eu conhecia há 3 anos, hoje não fala mais comigo. Seria possível um debate franco entre “esquerda x direita” sem que se crie ódio um pelo outro?

 

O diálogo entre os dois espectros é indispensável, mas no Brasil ele existe? Tenho posição definida, mas gosto de me manter imparcial em relação ao que leio. Costumo acessar sites de esquerda e também leio artigos de escritores da direita, quase sempre de tocaia, leio a notícia e depois passo pela seção de comentários.

Já pude perceber que se estou em um ambiente esquerdista e alguém da direita comenta por lá (ou vice-versa), esta pessoa será?—?com toda a certeza?—?massacrada! É quase impossível se estabelecer um diálogo respeitoso entre as duas partes, isto não acontece somente com anônimos. “Ícones” dos dois lados (tais como Caetano Veloso e Olavo de Carvalho, por exemplo) também não costumam trocar gentilezas.

Quem perde com essa ausência de debate civilizado? A resposta é fácil: o país!

Hoje estamos em meio a uma guerra cibernética de ideologias. São os “idiotas úteis” contra os “reacionários”, mas por que há tanto ódio entre os dois lados? Já temos e/ou tivemos ditaduras de esquerda e de direita mundo afora e?—?imagino eu?—?a maioria da população brasileira é contra quaisquer ditaduras.

Se eu estiver mesmo certo neste ponto, faria sentido toda essa insistência em tentar calar alguém com uma opinião divergente da sua? Tal atitude só explicita o pensamento totalitarista, logo, hipócrita destes indivíduos que pregam a democracia mas não aceitam contradições.

Seria possível uma nação prosperar sem que houvesse oposição às ideias do governo? Talvez… Mas para dar certo, esse teria de ser o país com as pessoas mais sinceras e bem intencionadas do mundo, caso este que não é o do Brasil.

Com o cenário atual, de ódio a ideias opostas, o país só tem a perder. Sei que isso ocorre em qualquer parte do mundo, afinal, a intolerância entre esquerda e direita não é uma exclusividade nossa, mas e se houvesse um diálogo aberto e civilizado entre os dois lados, os debates políticos não seriam melhores e mais interessantes?

Sem essa conversação tão importante, o avanço corre sério risco de ser retardado, uma vez que temos um lado ignorando ideias progressistas (favoráveis ao progresso, não necessariamente esquerdistas) do lado oposto.

Temos um imenso número de analfabetos políticos?—?o que é triste —, imagino que o motivo primordial seja a falta de interesse no assunto, simples e puramente. Porém, acredito que outros deixam de se alfabetizar pelo fato de não quererem entrar em um ambiente tão hostil. É raro encontrar uma pessoa que não compartilhe de sua opinião e mantenha um debate sem ofensas. A meu ver, isso acaba sendo um desserviço à juventude despolitizada.

Precisamos aprender a dialogar e respeitar quem tem opiniões contrárias, ao invés de crucificá-las e demonizá-las ao primeiro sinal de divergência ideológica.

Você que é de esquerda, acha mesmo que todos da direita são pessoas ruins?

Você que é de direita, acha mesmo que todos da esquerda são pessoas ruins?

 

Coloque-se de forma imparcial e reflita sobre, faça sua parte neste ponto e ajude a melhorar o debate político entre indivíduos de posições opostas para que isso deixe de ser um problema (quase um tabu). No final, somos apenas cidadãos que acreditam em caminhos diferentes para a prosperidade da nação.

fonte: https://www.elhombre.com.br/o-odio-entre-direita-e-esquerda-esta-atrasando-o-brasil/