DESAFIOS DE SE PENSAR UMA VISÃO BIOCENTRADA NO BRASIL

DESAFIOS DE SE PENSAR UMA VISÃO BIOCENTRADA NO BRASIL

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma-padrão da língua portuguesa sobre o tema: Desafios de se pensar uma visão biocentrada no Brasil. Apresente uma proposta de ação social que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

TEXTOS MOTIVADORES

Entenda o que é biocentrismo e a importância do conceito para o futuro do planeta


O biocentrismo é uma teoria que propõe a noção de que todas as formas de vida são importantes, ao contrário do antropocentrismo — que considera a humanidade como o centro do universo e entende que as demais espécies existem para servir os homens. Trata-se de uma perspectiva que conecta a humanidade com todos os seres do planeta, criando a profunda e complexa teia da vida.
O de conceito de biocentrismo, portanto, tira os seres humanos de sua posição centralizadora e coloca todas as formas de vida em posição igualitária, em que nenhuma espécie é superior ou mais importante do que outra.
Para o biocentrismo, não existem divisões entre a humanidade e o ambiente, e um depende do outro para sobreviver e se desenvolver. Isso significa que a destruição ambiental causada pela ação do homem é muito prejudicial não apenas para a natureza, mas para a humanidade e para a vida como um todo.
Caso a ética e as políticas socioambientais fossem inteiramente baseadas nas ideias biocentristas, o planeta certamente poderia se tornar muito mais sustentável e preocupado com as questões ambientais, eliminando o consumo desenfreado de recursos naturais e a degradação ambiental de modo geral.
Fonte: https://www.fragmaq.com.br/blog/entenda–biocentrismo-importancia-conceito-futuro-planeta/


TEXTO 2
Do antropocentrismo ao biocentrismo


O paradigma biocêntrico ou ecocêntrico não precisa renunciar ao mercado em si, mas é evidente que os mercados precisam de intervenção e de controle sociais, a partir das comunidades humanas, que devem gerenciá-los democraticamente.
Devemos conceder a todos os seres vivos um valor inerente, por si mesmos e, portanto, reconhecer os direitos dos animais e da própria natureza é uma consequência lógica dessa visão biocêntrica. Isso também implica passar de uma ética fundada no homem para outra ética ancorada na vida.
Tradicionalmente, a ética concentra-se na conduta humana, conferindo ao homem uma série de atributos morais que o tornaram o único ser digno de reconhecimento de um valor intrínseco. Isso ocorre porque essa ética se encontra atravessada por um profundo antroprocentrismo, ligado a um dualismo fundacional, que diferencia o homem do ambiente natural que o rodeia.
Essa distinção evoluiu para uma localização do homem em um plano de clara superioridade em relação ao mundo natural, seja animado ou inanimado, autorizando o ser humano para sua exploração e aproveitamento. Esse enfoque já não gera nada e necessitamos ir evoluindo para uma ética centrada na vida (humana e não humana), mediante um repensar dos supostos sujeitos morais.
Também precisamos abandonar o especismo que nos caracteriza como humanos e começar a considerar o princípio da igual consideração de interesses para todas as espécies que habitam o planeta. Em resumo, precisamos passar da perspectiva antropocêntrica à perspectiva biocêntrica, da banalidade e infinitude das necessidades humanas à sua avaliação, satisfação e garantia, do crescimento material à qualidade de vida, da Natureza como objeto de exploração à Natureza entendida como patrimônio natural e lugar comum de todas as espécies, da conservação utilitarista desse patrimônio à sua preservação ecológica, da sua avaliação
instrumental à sua valorização múltipla e intrínseca.


Fonte: http://www.ihu.unisinos.br/78-noticias/
596577-do-antropocentrismo-ao-biocentrismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *