O LEGADO DOS JOGOS OLÍMPICOS PARA O BRASIL

O LEGADO DOS JOGOS OLÍMPICOS PARA O BRASIL

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma-padrão da língua portuguesa sobre o tema O legado dos jogos olímpicos para o Brasil. Apresente uma proposta de ação social que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

TEXTO 1

Um dos símbolos da Olimpíada Rio 2016, o Parque Olímpico segue enfrentando obstáculos e encara problemas de implantação do planejamento previsto. Na Via Olímpica – de uso da população -, o mato cresce, árvores caídas ainda das chuvas de fevereiro seguem no chão e a segurança não é a melhor, com denúncias de uso e venda de drogas. No Centro Olímpico de Tênis, obras foram iniciadas pela Prefeitura do Rio e paralisadas antes da finalização, deixando entulho, graves infiltrações e cadeiras fora do lugar. No Velódromo, salas estão fechadas também por acúmulo de água e falta de impermeabilização, além do velho problema na cobertura, que permite a entrada da chuva. Ao todo, a estrutura, que já teve 1500 vícios de obra, segue com 1001 no último levantamento.

Veja mais em: https://globoesporte.globo.com/olimpiadas/noticia/obra-parada-1001-falhas-e-mato-crescendo-parque-olimpico-coleciona-problemas-apos-rio-2016.ghtml

TEXTO 2

Dois anos depois, a Olimpíada do Rio ainda tem um legado de dívidas e promessas não cumpridas. Com gastos R$ 7 bilhões acima do previsto, segundo o Ministério Público Federal, falta dinheiro para pagar dívidas – ainda nem calculada – e conseguir cumprir os compromissos assumidos. Promessa dos Jogos, a Floresta dos Atletas não teve sequer uma muda plantada.

A principal empresa contratada para o evento, a francesa GL Events, tem mais de R$ 50 milhões a receber dos organizadores, como mostrou o Fantástico no domingo (19). Sediada na França e com 91 escritórios em todo o mundo, a empresa também atuou nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

“Encerrados os jogos, nós ainda temos uma pendência, uma dívida de R$ 52 milhões aproximadamente. São várias execuções e ações ordinárias cobrando essa dívida”, afirmou Gustavo Gregati, advogado da empresa.

Outra empresa, a portuguesa Irmafer, teve que reduzir o valor que tinha sido contratado para conseguir fechar as contas. A empresa construiu o que na época a imprensa do país chamou de “a maior tenda do mundo”, com um refeitório capaz de receber 7,5 mil atletas. Para ter a chance de receber o dinheiro, teve que que aceitar a redução.

Veja mais em:  https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2018/08/20/olimpiada-do-rio-tem-legado-de-dividas-2-anos-depois-empresa-cobra-r-52-milhoes.ghtml