PARTICIPAÇÃO POLÍTICA COMO EXERCÍCIO DE CIDADANIA

PARTICIPAÇÃO POLÍTICA COMO EXERCÍCIO DE CIDADANIA

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma-padrão da língua portuguesa sobre o tema: Participação política como exercício de cidadania. Apresente proposta de ação social que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

TEXTO 1

Existe uma tendência a excluir a relação direta entre política e cidadania, criando uma rejeição curiosa à política e valorizando a cidadania, como se fossem termos diversos. Há um vínculo inclusive de natureza semântica entre as duas palavras, que, objetivamente, significam a mesma coisa.

A noção de política está apoiada num vocábulo grego, polis (cidade), e “cidadania” se baseia em um vocábulo latino correspondente, civitatem. Embora a origem etimológica seja diferente, os dois termos propõem que pensemos na ação da vida em sociedade (ou seja, em cidade). Isso significa que não é possível apartar ou separar os conceitos. Hoje encontramos uma série de discursos, lemas e planos pedagógicos e governamentais que falam em cidadania como se ela fosse uma dimensão superior à política. Muito se diz que a tarefa da escola é a promoção da cidadania, sem a interferência da política. Não se menciona o conceito de política, como se ele fosse estranho ao trabalho educacional, com isso, pretende-se dar à cidadania um ar de ideia nobre, honesta, de valor positivo. Sob essa ótica, política é sinônimo de sujeira, patifaria, corrupção. Claro que não é assim. Disponível: http://www.revistapaisatentos.com.br/prigule/artigo/provocacoes-filosoficas-politica-e-cidadania-73

TEXTO 2


https://tirasarmandinho.tumblr.com/post/116050121519/tirinha-original